Artigos sobre Psicologia e Assuntos Gerais

Idolatria na adolescência: O que fazer para torná-la saudável.

Idolatria na adolescência: O que fazer para torná-la saudável. Comentar

Com o surgimento de uma sociedade de consumo e de furor da indústria de massa, o capitalismo foi o impulsor por idolatria a ídolos como cantores, artistas e/ou famosos que se tornaram símbolos da cultura pop. Juntamente com esses novos objetos de idolatria veio o fanatismo que se tornou moda e que hoje vem sendo valorizado pelos meios de comunicação.

Ter ídolos é natural faz parte da adolescência. É nessa fase do desenvolvimento que ocorre a construção da identidade, ele ainda não sabe quem é, necessita ter figuras externas à família com as quais se identifique, tem necessidade de pertencer a um grupo de iguais, de possuir uma identidade social.

Os ídolos para o adolescente são pessoas nas quais ele procura se espelhar, são objetos de admiração ou inspiração, além de ser um interesse comum que pode aproximar pessoas levando esse adolescente a ser parte de um grupo.

A personalidade dos adolescentes é afetada por esta adoração desenfreada?

Sabemos que ninguém nasce com uma personalidade pré-moldada, e que ela é moldada pelas vivências no decorrer de sua história de vida pessoal e sócio-cultural.

A personalidade de um indivíduo na vida adulta começa a se formar deste o nascimento, e à medida que novas experiências surgem nos voltamos a vivências anteriores, dessa forma quando mais ricas e variadas forem às experiências de vida do indivíduo mais amplo será seu repertório comportamental e desenvolvera habilidades adequadas para lhe dar com as dificuldades da vida.

Na adolescência ocorrem alterações nos parâmetros das condutas e não na personalidade. A adoração desenfreada pode sim alterar comportamentos já que esses são frutos de nossas crenças e sentimentos. Muitas vezes essa mudança de comportamento é produto de uma pressão grupal. É comum que os adolescentes buscam atender as expectativas dos outros, mesmo quando contrario a seus desejos íntimos.

Quais os pontos negativos e os problemas ocasionados pela idolatria de ídolos pop’s?

A idolatria de ídolos pop`s ou qualquer outro é positivo, deste que não comprometa negativamente a vida social, privada e familiar do adolescente.

Se por um lado ser fã é uma fonte de inspiração, por outro pode ser prejudicial quando torna-se fanatismo principalmente em adolescentes com baixa auto-estima e autoconfiança. Coloca o ídolo como fonte de sua existência, só se sente importante através do outro, esquecem de si mesmos, sendo um sinal de fuga se si, da angustia de ter que fazer suas próprias escolhas e reflexões.

Quando a auto-estima não é desenvolvida na criança pelos pais, aprende que deve se comportar como o outro espera que ele se comporte para ser valorizado. O que leva a uma baixa autoconfiança onde o adolescente não tem consciência de que é capaz de realizar tarefas, assumir responsabilidades. E com esses níveis de auto-estima e autoconfiança baixos eles acabam se deixando levar por tudo o que o outro oferece, e com o tempo podem agir como viciadas, não conseguindo ficar sem algum tipo de conexão com o ídolo. Podendo se tornar uma projeção do que se gostaria de ser e talvez nunca vá alcançar, trazendo uma sensação de fracasso.

Em alguns casos existe até suicídio, pois a pessoa não se ama mais, ama só o outro, vive para o outro.

Outro ponto negativo é que mesmo não se constituindo uma doença o fanatismo pode servir como forma de manifestação de uma psicopatologia. Por exemplo, a Esquizofrenia, como no caso de Mark David Chapman, que aos 25 anos assassinou John Lennon no dia 8 de dezembro de 1980, por se sentir traído ao ver que o ídolo não era em sua vida real o mesmo que parecia ser nos palcos e nas letras de suas musicas. Ele alegou que ouvia vozes o mandando agir dessa maneira.

Jim Houram, psicólogo da Southern Illinois Univesity aponta alguns sinais podem ser a dica de que a idolatria por alguém passou do limite.

  • A pessoa começa a se afastar de todos e presta cada vez mais atenção a sites, revistas e tudo o que tenha relação com o seu ídolo.
  • Ela começa a achar que o ídolo é a única pessoa que realmente a entende e começa a criar uma relação de amizade ilusória com o ídolo.
  • Não sente prazer em atividades comuns a pessoas da idade dela. Prefere dedicar esse tempo ao ídolo.

Quais orientações para os pais de adolescentes? O que fazer para que esta idolatria seja saudável para os mesmos?

Os pais devem favorecer o desenvolvimento da auto-estima e autoconfiança de seu filho. Demonstre seu amor independentemente se seu filho se comportou bem. Propicie situações em que seu filho possa fazer coisas por si mesmo, estimulando sua iniciativa.

Para evitar que o adolescente chegue a níveis patológicos, o melhor jeito é conversar, saber o que leva a gostar tanto do ídolo. Quando mais interação e diálogo entre pais e filhos, mais saudável será a relação familiar. Busque informações sobre o que é importante para ele, quais são seus gostos, como ele se sente.

Não zombe ou repreenda seu filho afinal de contas, o objeto de admiração adquire para o adolescente caráter afetivo equivalente a uma relação amorosa.

Preste atenção nos comportamentos de seus filhos. Identifique exageros, estabeleça limites. O radicalismo, intolerância e isolamento são alguns sintomas que podem ser indicadores de que essa idolatria está sendo prejudicial.

Busque auxilio psicológico. Para que haja um fortalecimento da auto-imagem, auto-estima e autoconfiança do adolescente, levando-o a descobrir que não é necessária a sua inserção em um grupo para definir sua identidade. Uma criança ou adolescente com bom nível de auto-estima e de autoconfiança é segura, afetiva, assume responsabilidade pelos seus atos, é cooperativa, se compromete com a realidade, enfrenta desafios. É comportamental e afetivamente madura. Tem uma forte tendência a liderar construtivamente e não a ser liderada de forma alienada.

Encare de frente o problema e apóie o seu filho no tratamento.

Psicóloga Darla Shayanne de S. F. Lopes
CRP-08/15418

Os comentários estão fechados.